Mundo, a que ponto chegamos?

fe
Não sei nem como começar a escrever dessa vez, e graças a Deus, isso não acontece nunca. Quando sento para escrever parece que as ideias fluem e eu simplesmente digito. Mas dessa vez está difícil, porque sinceramente, me faltam palavras para descrever tamanha tristeza com o mundo. Não o mundo em si, mas tudo que vem acontecendo. Guerras. Explosões. Tiroteios. Mortes. Violência. Roubos. É só o que lemos, ouvimos e falamos nos últimos tempos. Mundo, a que ponto chegamos? Vivemos com medo, dentro ou fora de casa. A qualquer momento estoura uma bomba do seu lado. Ou começa um tiroteio e ou você corre, ou talvez, você morre. Ouvi no ...